Avançar para o conteúdo principal

Férias a sul. E não, não é o Algarve.

Estou cada vez mais fã da nossa costa alentejana.
Quem toda a vida teve raízes no Alentejo espanhol, como eu lhe chamo, o dos 42 graus à sombra, de repente começar a descobrir um Alentejo mais verde e ventoso, tem a sua graça.

Até há uns anos as incursões por ali tinham sido poucas, uma chamada festival do Sudoeste, com idas estratégicas para ver James, que isto de "DJs Parties Summer Cool Fests" não é a minha praia, e outra um tour de 3 dias à descoberta da Comporta à Arrifana.

Este ano as férias foram em Porto Covo, com calma, e a vontade fica para passar 3 ou 4 dias mas em caravanismo por aquelas bandas. A ver vamos, diz o cego. :)

O objectivo era chegar aqui, de novo:

(c) Vida 1.0

Agora digam, há lá coisa melhor que isto? Caraíbas?? Para quê, senhores? Deixem-se disso.


Bom. Do princípio.
Tudo começou aqui, no grande papão verde florescente. Papão de carros e de $$, if you know what I mean...
(c) Vida 1.0

Chegados, há recantos instagramáveis (ahpoisé, agora as coisas dividem-se entre ser ou não ser...isso) por todos os sítios:
(c) Vida 1.0

E recortes que dão fotos candidatas a prémio, caneco! Não sentem a calma?
(c) Vida 1.0

Será que o Vizir de Odemira ainda anda por lá, ao fundo?
(c) Vida 1.0

Escarpas e ao longe, praia prometida.
(c) Vida 1.0


Fiquei no clássico Aparthotel de Porto Covo, que fica pertinho de tudo a pé mas num bairro de vivendas muito tranquilo. Pequeno, com máximo de uns 25 alojamentos, muito familiar e sossegado.


E no fim, um desvio ao Alentejo profundo dos assentos de verga e do tempo para continuar leituras.
(c)
 Vida 1.0


Agora é fazer as férias continuarem a render no corpo e no espírito!!! E olaré se há alguns truques para não cair já na rotina...

Comentários