Avançar para o conteúdo principal

Chega, mas não partas

Em homenagem a todos os que vão.
Porque ir alarga horizontes, põe mundo dentro, e com sorte, abre-te o coração.
A este propósito, no outro dia li uma entrevista a uma senhora brasileira que dizia que desde que vive em Lisboa, se sente muito mais brasileira. Percebo isso na pele e todos deveríamos ter a nossa Portugalidade bem marcada, onde quer que andemos. Todos os nossos defeitos à parte, o que nos une é tão maior!
Somos o país do "Ah, vai-se andando...", do copo meio vazio, do ex primeiro-ministro que foi preso, da polémica A, do escândalo B, da auto-ironia displicente... mas também há muitas e boas histórias para contar.
Enriquecemos tanto ao falar com pessoas de outras paragens, por isso levemos-lhes também um pouco de nós e do que somos.
E vocês, que sonho de ir anda escondido por aí? ;)

Comentários