Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2016

Chega, mas não partas

Em homenagem a todos os que vão. Porque ir alarga horizontes, põe mundo dentro, e com sorte, abre-te o coração. A este propósito, no outro dia li uma entrevista a uma senhora brasileira que dizia que desde que vive em Lisboa, se sente muito mais brasileira. Percebo isso na pele e todos deveríamos ter a nossa Portugalidade bem marcada, onde quer que andemos. Todos os nossos defeitos à parte, o que nos une é tão maior! Somos o país do "Ah, vai-se andando...", do copo meio vazio, do ex primeiro-ministro que foi preso, da polémica A, do escândalo B, da auto-ironia displicente... mas também há muitas e boas histórias para contar. Enriquecemos tanto ao falar com pessoas de outras paragens, por isso levemos-lhes também um pouco de nós e do que somos. E vocês, que sonho de ir anda escondido por aí? ;)

Saúde verde, online e offline

Este caminho para o final de Novembro traz-nos já tantas coisas boas no sapatinho! E eu ainda nem tenho a árvore montada! :)

Então, vai haver um evento online, gratuito, com conteúdos para quem se interessa por saber um pouco mais sobre alimentação saudável e bem-estar:


Congresso Online de Alimentação Saudável

de 5 a 11 de Dezembro, todos os dias vão haver 3 palestras online, as 14, às 17 e as 21hrs. São assim 21 palestras no total, com nomes conceituados da área, que nos disponibilizarão mais de 20 horas de video sobre alimentação saudável, actividade física e alteração de hábitos. E sobre como a mente precisa de tanta atenção como o corpo. Estou muito entusiasmada com o programa, vão lá dar uma espreitadela, é 100% gratuito e receberemos emails a recordar-nos as horas das palestras online.


E no meio disto tudo, fica a feira Terra Sã, com entrada grátis, no fim de semana de 3 e 4 de Dez, onde no Pátio da Galé no Terreiro do Paço em Lisboa poderemos ir ver e comprar a produtores e assi…

Letras&Acordes #4

Regressos aqui, vezes sem fim.

2 álbuns fantásticos. Já era tempo de haver menos cromos repetidos nas salas de espectáculo :) e vir a terras lusas em nome próprio.









O que acontece num minuto na Internet?

Vivemos a uma velocidade alucinante.
Onde todos querem estar sempre on, com medo de ficar de fora do acontecimento e da informação.

No que já levamos de 2016, a cada minuto, aconteceu tudo isto:

- 69 Milhões de traduções feitas no Google
- quase 14 Milhões de consultas no Weather Channel
- 2,4 Milhões de likes no Instagram
- 972 mil escolhas no Tinder
- 216 mil imagens partilhadas no messenger do Facebook
- 400 horas de vídeos novos carregados no Youtube

É avassalador, não é?
Somos 3,4 Biliões de utilizadores a escarafunchar a net, com megabytes de dados para cima e para baixo.

Por isso muita gente busca necessariamente o outro lado, o do desligar... o da vida 1.0. :)


Doce Novembro... que nos trazes?

Ora a agenda dos meses não tem sido por aqui uma coisa constante, cof cof, mas ainda sai a tempo do 1º fim de semana, por isso ainda vale! :)

Temos então Novembro, aquele mês que chega pela mão dessa coisa cujo nome não pode ser dito, chamada Aloíne... mas que é um mês fofinho, ainda não tem todos os espectáculos do Natal, e feirinhas de Natal, e mercadinhos de Natal... mas ainda assim, tem muita coisa a acontecer e a tirar-nos de casa.

- já este fim de semana, Sábado, o Organii Eco Market, na Lx Factory. Mercado Eco e Bio Lifestyle, Espaço de Bebé, Zona de alimentação Bio, Bio Day Spa e Workshops e Palestras.

concertos Casino de Lisboa: já um clássico da cidade, a partir de dia 7, todas as 2ªs feiras até ao final do ano - Carminho, David Fonseca, Dead Combo, Mafalda Veiga...

Concerto de Noiserv no Teatro São Luiz - tive o privilegio de há uns anos ver ao virar da minha casa um concerto dele, fantástico e inesperado, recomendo muito.

Encontro com o Vinho e Sabores - para os apre…

Como compreender aquilo que ainda não somos?

No outro dia li esta frase numa revista e ando cá a matutar nela. Confirma-se, por aqui o Tico e o Teco também gostam de divagar. :)

Aquele pequeno "ainda" do título remete-nos para algo onde chegaremos, mas no qual ainda não nos encontramos, podendo ser adaptado a tantas situações da vida: laboral, pessoal, familiar.

Na minha cabeça curiosamente levei o assunto para o envelhecer, que hoje se diz ser mais activo, etc e tal, mas onde dia após dia continuamos a ver idosos a ser em geral "chutados para canto".

Hoje, tantos anos volvidos no caminho da existência humana, continua a dar-se muito mais valor à juventude, e à sua beleza e frescura, que à sabedoria e tranquilidade de "opa, o que está feito está, o que não está...estivesse", por detrás de cada ruga.

Esta coisa de nos pormos nos sapatos dos outros ajuda muito a ver para lá da nossa pessoa, e de facto é um exercício que ajuda a compreender onde chegaremos com a idade: nos nossos nos reveremos.

Todos q…