Avançar para o conteúdo principal

Como compreender aquilo que ainda não somos?

No outro dia li esta frase numa revista e ando cá a matutar nela. Confirma-se, por aqui o Tico e o Teco também gostam de divagar. :)

Aquele pequeno "ainda" do título remete-nos para algo onde chegaremos, mas no qual ainda não nos encontramos, podendo ser adaptado a tantas situações da vida: laboral, pessoal, familiar.

Na minha cabeça curiosamente levei o assunto para o envelhecer, que hoje se diz ser mais activo, etc e tal, mas onde dia após dia continuamos a ver idosos a ser em geral "chutados para canto".

Hoje, tantos anos volvidos no caminho da existência humana, continua a dar-se muito mais valor à juventude, e à sua beleza e frescura, que à sabedoria e tranquilidade de "opa, o que está feito está, o que não está...estivesse", por detrás de cada ruga.

Esta coisa de nos pormos nos sapatos dos outros ajuda muito a ver para lá da nossa pessoa, e de facto é um exercício que ajuda a compreender onde chegaremos com a idade: nos nossos nos reveremos.

Todos queremos parecer jovens, perpetuar juventude e felicidade em selfies e welfies. As marcas vendem esse lifestyle e o sonho de "Os 50 são os novos 30".

Mas não devemos esquecer os que estão mais à frente, noutra fase, em que já têm mais recordações que sonhos. Merecem carinho, respeito, e por vezes mais importante que tudo, o nosso tempo. Para os compreender melhor e saber preparar... o nosso próprio caminho.

"Não mudamos com a idade a estrutura do que somos. 
Apenas, como na música, somo-lo noutro tom." - Virgílio Ferreira
Google Images

Comentários

Mensagens populares deste blogue

DIY - da aldeia ao chic genuíno!

Há coisas que se vão instalando nas nossas vidas sem nos apercebermos bem se é apenas mais uma moda ou representa algo mais, uma forma de regressar ao mais simples, ao mais básico, como que para nos compensarmos do outro lado máquina e tecnológico em que vamos navegando.
O DIY é uma dessas coisas.

Dito isto, andava há que tempos com a ideia de reaproveitar em casa uma daquelas floreiras de três pés que havia nas casas da província. E sim, tinha uma à minha espera no Alentejo... ;) Assim se perpetua o uso das coisas que são tipicamente portuquesas... e de família!

Maos à obra, mudança de cor e um novo look para um recanto na sala!




Existem tantas opções de reutilizar as coisas das casas das avós, ou até de coisas diferentes e únicas que se encontram em feiras de segunda mão... É que os moveis do Ikea só por si, têm pouca alma. E isso é o que hoje mais se procura, alma.

O próximo projecto? Algo como isto:


Skyr vs grego: the ultimate battle

Eu ainda sou do tempo... sim, sou do tempo de ir comprar um iogurte Vigor de cada sabor, estão a ver, aqueles quadraditos, um de banana, um de morango e um natural, e já gozava!

Hoje em dia na busca de uma alimentação mais saudável, acabamos por ter ao nosso dispôr tantas opções que seguir recomendações e tendências complica o esquema.

Um caso recente que me tenho divertido a acompanhar é agora o do iogurte islandês Skyr.

Até há 2 meses atrás, o negrume: ninguém sabia o que era isto. Continuávamos felizes e contentes com o grego, tão cremoso, e mais ainda com o do Lidl, ligeirinho e recomendado até por nutricionistas.

E íamos também saciando a gula e a fome com gelatinas de iogurte, invenção recente que ajuda a diversificar as opções de pequenos lanches ao longo do dia.

E de repente... a Islândia apresenta o SEU iogurte. Sempre esgotado no Lidl, está lá o sitio e a etiqueta do preço mas vê-los, impossível, os desportistas da proteína devem açambarcar as reposições na prateleira... :)

6 Básicos de Verão

O Verão está à porta, mas o calor esse já chegou há muito tempo. Ele tem dentro livros, praia, esplanadas e tantas outras coisas boas... E para estar sempre bem para o receber, aqui ficam algumas ideias.

Vamos fazer deste um Verão para recordar! ;)


- Chapéu neutro

Cada vez é mais cool andar com um  chapéu de palha que dá com tudo, seja estilo cores natureza ou cores vibrantes de verao. E evita umas belas insolações e enxaquecas!




- Protector solar rosto 50: 

Há muitos anos uma responsável de uma clinica de tratamentos disse-me que se só pudesse ter dinheiro e paciência para aplicar um único creme, então que fosse um protector solar no rosto. Isso ressoou cá dentro e ficou. De facto, com ele minimizamos e muito manchas na pele e rugas mais vincadas.
Estou fã desde há 2 anos deste da Eucerin, nao é nada gorduroso, não interfere a pôr maquilhagem por cima, recomendo mesmo! E com um preço muito em conta, na casa dos 14 euros. Que a marca o deixe estar sossegadinho no catálogo e não inventem …